CONSUMISMO INFANTIL

Por que o consumismo faz mal para as crianças?

Você acredita que se puder comprar tudo o que seus filhos pedem eles serão mais felizes? Se sua resposta for sim, você pode estar vivendo o mesmo drama de muitos pais e mães que não se cansam de trabalhar para dar o melhor para os filhos que, mesmo assim, nunca parecem estar satisfeitos. Uma das razões para isso é a grande quantidade de publicidade que as crianças veem todos os dias na TV, na internet, em revistas e diversos outros lugares. A forma sedutora dessas mensagens convence as crianças a desejar coisas de que, muitas vezes, nem precisam. 

Por serem ingênuas, elas acabam acreditando que só serão felizes se tiverem os produtos anunciados. Mas, como os objetos não substituem o afeto, logo são deixados de lado, e as crianças começam a pedir outros. 

Consumo x Consumismo

Todos nós precisamos consumir produtos e serviços, isso é consumo. Porém, quando isso se torna um hábito exagerado, o “comprar por comprar”, sem necessidade real, torna-se consumismo.

Por que é tão fácil convencer as crianças a comprar?

Como as crianças não têm experiência e ainda estão em desenvolvimento, elas acreditam em tudo o que ouvem e veem. E por isso são suscetíveis a propagandas cheias de cores, efeitos especiais e personagens.

Por que devemos proteger as crianças do consumismo?

As crianças ainda não sabem controlar seus desejos e são facilmente iludidas pelas mensagens de vendas. Então, acreditam mesmo que o tênis de marca vai deixá-las parecidas com um personagem famoso ou que o celular super caro vai fazê-las serem mais aceitas pelos amigos. É preciso ajudá-las a entender que não se pode ter tudo. Assim, elas sofrerão menos e terão mais facilidade para lidar com as frustrações normais da vida.

O que podemos fazer?

• Dar o exemplo

• Evitar dar presentes para demonstrar afeto ou compensar ausência

• Conversar com as crianças sobre o real objetivo da publicidade

• Dizer “não” à criança com firmeza e confiança

• Reforçar e apoiar comportamentos saudáveis

• Confiar na própria autoridade e no poder de influência de suas palavras na formação da criança

• Incentivar brincadeiras criativas e em grupo

• Não deixar aparelhos de TV ou computadores no quarto das crianças

• Verificar os programas e filmes que as crianças assistem

• Orientar as crianças sobre o perigo da internet

• Não incentivar ou aplaudir comportamentos sensuais nas meninas

• Não estimular demonstrações de “macheza” nos meninos

• Ensinar às crianças que elas não precisam de produtos de marca para serem aceitas e respeitadas

• Ensinar às crianças o valor do dinheiro

• Fazer acordos com as crianças antes de sair às compras 

• Consumir de forma consciente no lar


Quais as consequências do consumismo para as crianças?

• Obesidade infantil

• Erotização precoce

• Violência e delinquência

• Alcoolismo

• Estresse familiar


Para saber mais:

Instituto Alana

Criança e consumo

Desligue a TV

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s